sábado, 13 de junho de 2015

Por mais ojeriza...

Por mais ojeriza que se tenha aos imediatismos do senso comum, é necessário que haja uma mínima adesão, pelo menos para que ele possa ser reconhecido. A partir daí, sim, pode-se fazer o que se acredita ser eticamente coerente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário