terça-feira, 31 de julho de 2012

terça-feira, 17 de julho de 2012

A quase-revelação do deus quebra-galho...

Estava eu assistindo a esse filme, chamado "Fogueira", alugado ao acaso, numa daquelas idas à locadora em que você não faz ideia do que quer assistir e resolve ir à estante de filmes chamados "cult" para sortear algo para ver.
Lá pela reta final do filme eu me deparo com essa fala do personagem Yossi, explicando à adolescente Tami por que ele nunca se casou e acreditava que nunca se casaria na vida:
"Deus não quer que certas pessoas casem para não se reproduzirem. Então ele estraga algo em suas personalidades. Algo pequeno, que você não percebe de início. Mas essa coisa faz elas serem solitárias".
A gente vê um diálogo desses e pensa "se a explicação fosse tão simples...". Mas o recurso do Deus ex machina é sempre bem-vindo para essa nossa vidinha mundana sem pé nem cabeça. Sorte de quem se satisfaz.

terça-feira, 10 de julho de 2012

Aforismos alineanos IV

... até que um dia você se dá conta de que essa "desesperofilia", tão pesada e tão debilitante, é fruto, ela mesma, de aprendizado.
A partir daí, passa a caber na mão (a maior parte do tempo).
Assombrações de estimação.