sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Nietzscheando... (III)

"Parece-me também que a palavra mais grosseira, a carta mais grosseira, são ainda mais humanas e mais honestas do que o silêncio. Aos que silenciam falta-lhes quase sempre finura e cortesia do coração; silenciar é uma objeção, engolir as coisas produz necessariamente mau caráter - estraga inclusive o estômago. Todos os caladaos são dispépticos. - Veja-se que não desejo ver subestimada a grosseria; ela é, de longe, a mais humana forma da contradição, e, em meio ao amolecimento moderno, uma de nossas primeiras virtudes".

F. Nietzsche - Ecce Homo

Ai, Frederico, você catuca cada vespeiro no espírito da gente!...

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Momento "mulherzinha"...

Lá vai um momento "mulherzinha" para descontrair:
Esse rímel é o Colossal da Maybelline.
É ótimo, mas tem que aplicar direitinho: da base dos cílios para cima, fazendo zigue-zague.
Fica lindo, mas, se não tomar cuidado, borra um pouco a pálpebra.
Única parte chata: a versão à prova d'água é uma praga para sair! Haja demaquilante!

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Sou uma gota d'água...

Excelente esse vídeo!
Renato Russo manda uma real para a garotada da platéia. Um convite para uma saidinha básica da Disneylândia e um ou outro passinho na densidade das coisas.
Excelente!



segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Nietzscheando... (II)

"A mentira do ideal foi até agora a maldição sobre a realidade, através dela a humanidade mesma tornou-se mendaz e falsa até seus instintos mais básicos - a ponto de adorar os valores inversos aos únicos que lhe garantiriam o florescimento, o futuro, o elevado direito ao futuro"


F. Nietzsche - Ecce Homo

sábado, 24 de dezembro de 2011

Nietzscheando... (I)

"No momento em que escrevo, o correio me traz uma cabeça de Dionísio"
(F. Nietzsche - Ecce Homo)

Aos vinte e nove...

"Passei vinte e nove meses num navio
e vinte e nove dias na prisão
e aos vinte e nove, com o retorno de Saturno,
decidi começar a viver"